sábado, 20 de maio de 2017

LEITURAS DE ABRIL/17


Abril... Normalmente, confesso, odeio esse mês. Há alguns anos ele tem sido o mês da descida da montanha russa da minha vida. Os três anteriores são os momentos iniciais do carrinho correndo nos trilhos, incluindo a subida. Abril é a queda livre, o frenesi, o rebuliço no estômago, a adrenalina que você não consegue decidir se é bom ou ruim. A minha meta é chegar lá na frente e olhar para ele e ver que dessa vez foi um mês diferente. O que posso dizer agora é que foi corrido, e surpreendentemente cheio de fatores externos, e apenas dois livros lidos. Dois livros que representam ao mesmo tempo coisas boas e coisas ruins. Um sobre um término de relacionamento, um sobre o recomeço. Foi interessante. E basicamente, por enquanto, é o que tenho a declarar.