sexta-feira, 23 de março de 2018

ESTILHAÇA-ME - Tahereh Mafi (Shatter Me, #1)

Leia meu post sobre a primeira leitura do livro em 2014 clicando aqui.


Tem cheiro de chuva da manhã.
O quarto está impregnado do cheiro de pedra molhada, solo revolvido; o ar está úmido e terroso. Respiro fundo e ando na ponta dos pés até a janela apenas para pressionar o nariz contra a superfície fria. Sinto minha respiração embaçar o vidro. Fecho os olhos ao som de um suave tamborilar permeando o vento. As gotas de chuva são minha única lembrança de que as nuvens têm pulsação. De que eu também tenho uma.


Sempre me pergunto sobre as gotas de chuva.
Gostaria de saber como estão sempre caindo, tropeçando nos próprios pés, quebrando as pernas e esquecendo-se de seus paraquedas, conforme tombam direto do céu rumo a um fim incerto. É como uma pessoa que está esvaziando os bolsos sobre a terra e parece não se importar com o destino do conteúdo que cai, que parece não se importar com o fato de que as gotas de chuva estouram quando atingem o solo, de que elas se estilhaçam quando chegam ao chão, de que as pessoas amaldiçoam os dias em que as gotas ousam tocar sua porta.
Sou uma gota de chuva.
Meus pais esvaziaram seus bolsos de mim e deixaram me evaporar sobre uma laje de concreto.

(MAFI, 2012, p. 12-13)
***
Compre o livro no Amazon Brasil clicando aqui.
Assista ao meu vídeo com comentários sobre o livro

REFERÊNCIA:
MAFI, Tahereh. Estilhaça-me [versão digital]. Ribeirão Preto: Novo Conceito Editora, 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário