quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

LEITURAS DE JANEIRO/17


O ano começou bem com as leituras, mas não tanto quanto eu gostaria. O motivo creio que seja porque, apesar de ter lido quatro livros, dois deles foram bem curtos e me deixou com a impressão de que o mês em leituras foi escasso. Mas no quesito qualidade, os livros não deixaram a desejar. E considerando que eu mal tenho tido tempo para ler - até mesmo no ônibus, indo e voltando pra faculdade tem sido cansativo - eu consegui me virar com um total de 1.181 páginas no mês, o que me dá uma média de 295 páginas por livro, então uhuu, vitória!

Título: Ninguém Vira
Adulto de Verdade
Autor: Sarah Andersen
Editora: Seguinte
Ano: 2016
Páginas: 111
Minha avaliação: ✩✩✩✩✩
"Você se considera um diferentão? 
Adora fazer networking para crescer na carreira profissional? 
Está empolgado com os novos desafios da vida adulta? 
CREDO, SAI DAQUI!"

Ninguém Vira Adulto de Verdade, de Sarah Andersen, é o primeiro livro da ilustradora e cartunista que reúne suas melhores tirinhas. Sarah começou a postar na página do Facebook - Sarah's Scribbles - e hoje já tem mais de 1 milhão de fãs na rede social. 

Suas tirinhas super engraçadas trazem a realidade e as estranhezas de ser um jovem na vida moderna. Ela lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que as garotas lavam o sutiã [risos]. Recebi esse livro de cortesia da Editora Seguinte em dezembro e me apaixonei por essa personagem que, apesar de ser quase uma autobiografia da autora, é impossível de não se identificar - mesmo se você for um menino.

 

Título: Brisingr
Autor: Christopher Paolini
Editora: Rocco
Ano: 2008
Páginas: 706
Série: Ciclo A Herança; 3
Minha avaliação: ✩✩✩✩✩ ♥
"A saga do Cavaleiro e do Dragão está próxima do fim, mas ainda é preciso unir as forças rebeldes. E a sabedoria será sua maior arma neste caminho."

Brisingr, de Christopher Paolini, é o terceiro volume do Ciclo A Herança. Iniciado com Eragon, seguido por Eldest, Brisingr e, por último, Herança, o Ciclo conta as aventuras do jovem Eragon, um Cavaleiro de Dragão, na busca pela justiça para o povo da Alagaësia.

Neste terceiro volume, Eragon deve ajudar seu primo Roran no resgate de sua amada, concluir o seu treinamento de Cavaleiro de Dragão e unir as forças rebeldes para a luta contra o Império do tirano Galbatorix quando a hora chegar.

Eu já havia lido os três livros do Ciclo lá em 2009 quando os comprei e ainda não tinha chegado ao livro quatro. Consegui finalmente comprar o último livro em meados de 2014, mas até mês passado ele estava sentado na estante enquanto eu procrastinava por não estar preparado para voltar a esse mundo fantástico.

Então, comecei a releitura desde o livro um graças à linda Talita Ferreira que, em novembro, iniciou esse read-along maravilhoso para juntos darmos adeus ao Ciclo (e finalmente desvendar os mistérios do destino da Alagaësia!).

Brisingr é um livro muito longo e para alguns pode até ser maçante em certos momentos, mas considero todos os detalhes que o autor põe na narrativa importantíssimos para a plena visualização desse mundo fantástico criado por ele. E mais uma vez, Brisingr ficou como o meu favorito dos três livros. Só me falta terminar o livro quatro e saber se ele será o novo ocupante desse posto ou se terei dois favoritos de quatro.


Título: Meu Coração e Outros
Buracos Negros
Autor: Jasmine Warga
Editora: Rocco
Ano: 2016
Páginas: 311
Minha avaliação: ✩✩✩✩✩ ♥
"Qual o sentido de acordar todas as manhãs se seu coração 
parece um buraco negro cada vez maior?"
 
Meu Coração e Outros Buracos Negros, de Jasmine Warga, é um livrinho de capa linda mas que traz um tema pesado e sobre o qual frequentemente deve ser discutido: o suicídio. 

Na narrativa, Aysel, uma jovem de 16 anos, perdeu a vontade de viver e só está esperando o momento certo para acabar com a própria vida. O problema é que ela não sabe se tem coragem de fazer isso sozinha. Então, num site de suicídio, ela acaba conhecendo Roman, que também quer desistir de viver e está à procura de um parceiro de suicídio.
Aysel e Roman se conhecem e juntos vão se preparar para o fatídico dia 7 de Abril, onde ambos pretendem cometer o ato. Porém, quanto mais o dia se aproxima, Aysel vai percebendo que a companhia de Roman faz o buraco em seu coração não parecer tão grande e a ideia de que tudo isso logo acabará começa a se tornar insuportável.

Esse livro foi uma das minhas opções de amigo secreto do Natal passado e fiquei bem feliz quando o ganhei. Em Abril de 2016, aqui em Manaus, eu e alguns amigos demos início a um Clube do Livro mensal na Livraria Saraiva e o tema do primeiro encontro foi Suicídio. Para o evento, escolhemos três títulos (Perdão, Leonard Peacock; A Playlist de Hayden; Por Lugares Incríveis) e eu gostaria de que Meu Coração tivesse sido um deles - não que os escolhidos sejam ruins, são ótimos.

A história de Aysel e Roman, por mais que tenha essa premissa da possibilidade de um romancezinho mudar toda a vida de alguém, tem uma importância enorme por simplesmente falar sobre assunto tão sério. Roman e Aysel têm seus motivos para querer se suicidar e acredito que não cabe a nós, leitores, julgar se tais motivos são relevantes ou não - mesmo que se tratem de personagens fictícios.

Acredito também que esse tipo de literatura deve estar sempre em debate, especialmente entre a comunidade de jovens leitores. Meu Coração, assim como os títulos citados anteriormente, traz mais do porquê do suicídio, da depressão e dos demais problemas [familiares] que levam alguém a querer acabar com a própria vida. E com esses livros podemos todos não só aprender a identificar sinais em pessoas que precisam de ajuda, mas também abrirmos a boca para pedir ajuda. Foi um livro muito bom e, é claro, uma recomendação para todos refletirem e discutirem sobre o assunto.


Título: Pense Melhor
Antes de Pensar
Autor: Renata Dembogurski
Editora: EDUFES
Ano: 2014
Páginas:53
Minha avaliação: ✩✩✩✩
"Cuidado! 
Pensar pode ser perigoso!"

Pense Melhor Antes de Pensar, de Renata Dembogurski, é um livrinho que ganhei das mãos da própria autora lá em 2014 quando fui à Bienal do Livro de São Paulo. Ganhador do prêmio UFES de Literatura, na categoria Literatura Infantojuvenil, é  como um conto de um romance que ainda não lançado.

A história de Pense Melhor traz Zuwi, um garoto de 14 anos, que ao ser sugado para uma realidade paralela, se encontra em Virkadaz, um mundo onde os pensamentos influenciam os acontecimentos a se desdobrarem a cada escolha feita.

Pense num livro complicado! Confesso que apesar de não ter entendido tanto da dinâmica do plix surreal onde o conto acontece, fiquei muito curioso para ler o romance sobre Virkadaz. Espero que Renata consiga publicá-lo logo, e a previsão é de que as aventuras de Zuwi sejam contadas em pelo menos sete(!) livros. Mais informações sobre a autora podem ser encontradas em seu site pessoal.

Tá faltando editora aqui nesse Brasil que invista mais em fantasia nacional, não é mesmo?


Então, esses foram os lidos em Janeiro. Que fevereiro traga leituras tão boas quanto essas. \o/

Foto: produção própria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário