sexta-feira, 4 de outubro de 2013

PANDEMÔNIO (Delírio, #2) - Lauren Oliver

ATENÇÃO: esta postagem contém spoilers de Delírio, o primeiro livro da trilogia de Lauren Oliver. Para que sua experiência de leitura não seja comprometida por comentários importantes sobre o enredo anterior, não continue lendo aqui.  

 
"Procuro afastar a lembrança do pesadelo, os pensamentos sobre Alex, sobre Hana 
e sobre meu antigo colégio, fora, fora, fora, como Graúna me ensinou a fazer. 
Aquela vida de antes morreu. E a Lena de antes também. Eu a enterrei. 
Deixei-a do outro lado de uma cerca, atrás de uma parede de fumaça e chamas."

Em Pandemônio, o segundo volume da trilogia distópica de Lauren Oliver, a vida de Lena Haloway muda drasticamente. Na companhia de Graúna (ou Raven), ela aprende que na Selva o passado não existe; que agora é outra pessoa; que a antiga Lena morreu. Ela tem de deixar tudo para trás e se adaptar à nova e única vida que poderá ter - além de ser forte o bastante pra sobreviver aos perigos e a miséria constante e superar a perda de Alex.

"Não existe o antes. Só existem o agora e o que vem depois." 

Inválidos mentem

Título: Pandemônio
Autor: Lauren Oliver
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 301
Minha avaliação: ✩✩✩✩✩
Apesar de todo o burburinho do povo dizendo que Pandemônio era uma lástima em comparação a Delírio, meu amor por esse livro é imenso.

A narrativa, do ponto de vista de Lena, é alternada entre capítulos que contam o Antes e Agora - sendo, respectivamente, em um os momentos de superação e adaptação à Selva, e o outro, já algum tempo depois com a nova Lena.

No Antes, se tem uma visão (não tão) maravilhosa do que é a vida na Selva e os chamados Inválidos. Essa parte é super interessante, pois finalmente é mostrado de forma ampla como é, e o que há, além da cerca de Portland: o sistema de comunicação entre resistentes e os simpatizantes; as falhas na segurança do governo; a dificuldade e necessidade de água e comida; e a fuga constante de um governo totalitário.

No Agora, temos uma Lena mais importante. Infiltrada no movimento America Sem Deliria (Deliria Free America), ela segue as ordens de Graúna e Prego e assume a missão de vigilante de Julian Fineman, um jovem e figura importantíssima para o movimento ASD.

A narrativa toda me angustiou em relação ao Alex. A luta constante de Lena contra a dor da perda de seu primeiro amor a encorajou a ser mais forte e prestativa para a Resistência e ela usa isso para fazer com que o sacrifício dele não tenha sido em vão. Coisa que eu não aprovei, em parte, porque me recusava a acreditar a perda desta personagem.

A alternância entre os cenários é o que mantém o livro viciante. Cada final de cada capítulo deve ter sido planejado para que houvesse um cliffhanger básico, tornando assim, a necessidade de continuar lendo.

Exemplo: quando você está lendo o Antes ele termina numa cena fodástica e vem um capítulo do Agora; mas aí o capítulo do Agora também acaba numa cena fodástica e volta pro Antes; e aí você quer ler o Agora, mas o Antes também está legal. (!!!)

A forma incomum em que ele foi construído me faz perguntar se eu teria gostado se os cenários fossem separados normalmente, primeiro o Antes e depois pelo Agora - sem a alternância de capítulos. Não sei.

Pandemônio se situa em um patamar totalmente diferente de Delírio, e o contraste entre um e outro é o que mais me fez gostar e aproveitar ambos [aplausos para Lauren Oliver]. E é claro, um muito obrigado às pessoas que disseram que este era um livro fraco, pois assim pude aproveitar cada parte dele. Não sei exatamente se sou apenas "do contra" ou a narração que teve um efeito diferente sobre mim. Prefiro ficar com a segunda opção.

Mas enfim, só posso dizer que mereceu 5 estrelinhas pelo conteúdo todo mas, especialmente, pelo final maravilhoso e surpreendente.

8 comentários:

  1. muito bom
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ola,

    Bom eu não sei se dou risada ou se eu choro rs, sua resenha em vídeo foi muito engraçada ! Juro
    E não sei se choro por tudo que acontece nesse livro

    Eu acabei de ler Delirio e fui procurar referencias de pandemonio, Uau !
    Eu preciso muito ver onde isso vai chegar, preciso entender algumas coisas que ficaram bem em aberto pra mim no livro I, fiz um passeio pelo seu blog e adorei as resenhas

    Vou voltar com certeza rs

    Um Beijo

    Sara

    Todas as Coisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você precisa ler logo Pandemônio e Requiem. O final da trilogia é lindo x)
      Beijos, e obrigado!! ^^

      Excluir
  3. Eu chorei mt com o final ,estou em depressão pela morte do Alex e estou com medo de ler Pandemônio ,mas amei sua resenha e preciso ler !

    ResponderExcluir
  4. Eu li Pandemônio e adorei. Eu até fiquei com medo de ler porque falavam que era ruim, mas eu adorei esse final. A Lauren foi um gênio nesse livro e eu fiquei chocada com esse final perfeito, vou correndo ler Réquiem.
    Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir
  5. Finalmente alguém que ama Delírio como eu *o* Se você ainda não leu Réquiem você precisa ler o mais rápido possível! Nos que shipamos Lena e Alex sofremos um pouco nele mas eu achei o livro ótimo! Devorei ele em um dia :)
    Obs: as suas reações no vídeo foram muito parecidas com as minhas hahah

    ResponderExcluir