sexta-feira, 5 de abril de 2013

DEZOITO LUAS (Beautiful Creatures, #3) - Kami Garcia & Margaret Stohl

ATENÇÃO: esta postagem contém spoilers de Dezessete Luas, o segundo livro da série Beautiful Creatures. Para que sua experiência de leitura não seja comprometida por comentários importantes sobre o enredo anterior, não continue lendo aqui.


Não é à toa que o título original deste livro é Beautiful Chaos. "Caos" é a palavra que descreve perfeitamente Dezoito Luas, o terceiro livro da série Beautiful Creatures. 

A cidade de Gatlin e o restante do mundo está virado do avesso e é, basicamente, tudo culpa de Lena Duchannes, a garota Conjuradora. 

Três semanas se passaram desde o episódio em que Lena foi levada por John Breed até a Grande Barreira. Depois da noite da Décima-Sétima Lua - a invocação fora de hora planejada por Sarafine e Abraham Ravenwood - a escolha de Lena afetou a Ordem das Coisas e o equilíbrio entre o mundo Mortal e Conjurador foi quebrado.

E, mais uma vez, não falta uma música sinalizadora perseguindo Ethan Wate. Dezoito Luas prevê o Fim dos Dias e tudo indica que somente uma pessoa é capaz de restaurar a Ordem.

"Dezoito Luas, dezoito esferas
Do mundo além dos anos, 
Um Não Escolhido, morte ou nascimento 
Um dia Partido aguarda a Terra..."

A cidade está marrom. Gafanhotos atacam plantações e árvores, uma onda de calor banha a cidade, Link se transformou em uma espécie híbrida de Incubus e humano, Ridley é apenas uma mortal sem poderes e agora frequenta a Jackson High, Ethan se esquece de tudo, a comida de Amma não tem mais gosto e ela anda visitando uma espécie de macumbeiro vodu, Marian está sendo acusada de traição pelo Conselho Distante e forças das Trevas estão mais presentes do que nunca.
 
Título: Dezoito Luas
Autor: Kami Garcia; Margaret Stohl
Editora: Galera Record
Ano: 2013
Páginas: 403
Minha avaliação: ✩✩✩✩✩♥
O casal Lena e Ethan estão de volta às boas (finalmente!). Ridley e Link andam juntos pela escola, se amam mas não admitem e passam a fazer joguinhos um com o outro. 

Ridley parece ainda ter resquícios de seu dom de Sirena e chama atenção de todos na escola. Mas ela com certeza esconde algo, pois entrar para o time de líderes de torcida da Jackson High e tomar o lugar de Savannah Snow não é tão fácil quanto Ridley faz parecer - mesmo para uma ex-Sirena.

Macon Ravenwood está de volta e agora é uma espécie de Conjurador da Luz e, como a cidade inteira estava certa de sua morte, voltou a viver escondido - agora no seu escritório nos túneis da Lunae Libri com Liv Durand procurando tudo o que puder descobrir sobre John Breed. A localização do Incubus híbrido parece de grande valor a Abraham - que chega a invadir o quarto de Ethan no meio da noite à procura de respostas. Ao que tudo indica, John pode ser uma arma secreta pra concretização dos planos malignos de Abraham e Sarafine.

O tempo está se esgotando e há somente mais uma chance de ser feliz. A Décima-Oitava Lua e o Fim dos Dias se aproximam e há um preço a ser pago por Aquele que é Dois.

Não há muito o que falar sem entregar o enredo todo. Ao longo da narrativa, em cada página, há destruição em vários contextos da palavra. Este terceiro volume das Crônicas Conjuradoras é complexo, envolvente e, como esperado, superior ao seu antecessor - Dezessete Luas. Nele conhecemos mais segredos de mais personagens através das visões do passado - o que, na minha opinião, é uma das coisas mais maravilhosas da série!

Dezoito Luas foi perfeito! As últimas páginas são tão emocionantes e tristes e desesperadoras e o final tão chocante que admito que, ao terminar a leitura, chorei como uma criança e minha vontade era de ficar deitado encolhido no sofá o dia todo escutando músicas tristes.

"A Roda do Destino... Ela esmaga a todos"

Nenhum comentário:

Postar um comentário