quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

DEZESSEIS LUAS (Beautiful Creatures, #1) - Kami Garcia & Margaret Stohl


A narrativa de Dezesseis Luas (no original, Beautiful Creatures) se passa em Gatlin, uma pequena cidade fictícia situada no estado da Carolina do Sul, EUA. Como em toda pequena cidade digna, todo mundo conhece todo mundo. Ethan Wate, é o garoto que narra a história durante todo o livro, um fato importante em meio à tantos livros onde os pontos de vista são normalmente femininos. 

Ethan é um garoto particularmente normal, que mora com seu pai e Amma, a governanta da família viciada em cruzadinhas que cria amuletos contra coisas ruins e espalha por toda a casa. Amma meio que se tornou uma avó para a família. O pai de Ethan é um cara ausente na vida do garoto; é um escritor e recluso, pois vive em seu escritório escrevendo à noite e dormindo no sofá durante o dia desde o falecimento de sua esposa.

A questão rodeando a história de Ethan é o fato de que há meses ele tem tido o mesmo sonho: uma garota misteriosa caindo e pedindo sua ajuda; o sentimento de que se ele não a ajudar algo terrível pode acontecer; e ele sem saber o final do sonho mas sabendo que não a deixaria, pois é como se os dois já se conhecessem e fossem amantes, mesmo sem nunca terem se encontrado.

A história começa quando, mais uma vez, Ethan acorda desse sonho e encontra uma estranha música em seu iPod. A música que ele nunca escutou mas acha que conhece de algum lugar é "Sixteen Moons" (Dezesseis Luas). Quando ele questiona seu melhor amigo, Wesley Lincoln - ou Link, se o garoto conhece a tal música - que logo desaparece misteriosamente do iPod - e Link discorda, começa então o mistério da música que se apresenta durante boa parte do livro como uma grande profecia.

Logo, a cidade de Gatlin recebe uma nova cidadã. Lena Duchannes, sobrinha de Macon Ravenwood - o morador recluso da Mansão Ravenwood, que fica na parte mais evitada da pequena cidade. Como todos da cidade têm um grande preconceito contra o sr. Ravenwood, pelo simples fato de o acharem um homem estranho e ser considerado por todos como louco, Lena é automaticamente considerada uma aberração devido ao parentesco com o velho. A mãe de Link chega a fazer uma "propaganda anti-Lena" pela cidade, e na escola Lena é praticamente ignorada por todos, exceto Ethan.

Título: Dezesseis Luas
Autor: Kami Garcia; Margaret Stohl
Editora: Galera Record:
Ano: 2010
Páginas: 488
Minha avaliação: ✩✩✩✩✩♥
A relação de amizade dos dois se inicia e Ethan se torna indesejado por seus amigos da escola por mudar de lado e andar com "a garota estranha". A partir da amizade começa um romance - coisa que não é bem aceita por Macon e Amma - que chegam a fazer tudo que é possível para que eles não fiquem juntos. E obviamente, eles ficam juntos. E Ethan descobre que Lena é a garota dos seus sonhos. Literalmente.

Lena Duchannes é uma Caster (ou Conjuradora, na tradução). Casters são tipo bruxos, porém são Casters - para eles, "bruxo" é um termo muito genérico. Conjuradores não são imortais, são humanos com poderes específicos - como o de mudar de forma, controlar os elementos, influenciar pessoas, curar etc. Ao completar 16 anos, todo Conjurador escolhe seu próprio destino: se eles seguirão para a Luz ou para as Trevas.

Porém, a família Duchannes é amaldiçoada e não tem o poder de escolha. A chegada de seu aniversário de 16 anos é temida por Lena - que acha que será for invocada para as Trevas como sua prima Ridley - o que acabaria sendo um imenso perigo para ela e todos que a rodeiam, inclusive Ethan, que tenta à todo custo descobrir o porquê dos sonhos e a ligação dele com Lena.

Mistério, segredos, visões do passado, magia branca, magia negra,  conflitos familiares, reencarnação, morte, persuasão e romance são elementos que me impossibilitaram de largar o livro facilmente. Me imaginem surtando loucamente ao ler cenas de tirar o fôlego, pegando o livro pra ler escondido numa aula chata... Tive uma relação amorosa incrível com a narrativa.

Kami Garcia e Margareth Stohl são nota dez e possuem poderes fantásticos de criar um romance tão louco quanto esse. E apesar de ser duas pessoas escrevendo, o estilo de escrita não transparecia em que parte qual das duas escrevia. Achei Ethan e Lena muito diferente do tipo de casal maçante, cansativo e meloso que se costuma ver nos romances por aí. Achei a relação deles é interessante e, apesar de ser o maior apelo da história, é apenas uma das facetas que sustenta a narrativa.

No Brasil, a série Beautiful Creatures já tem dois volumes publicados pela Editora Galera Record, o primeiro "Dezesseis Luas", e o segundo "Dezessete Luas". O terceiro volume traduzido se chamará "Dezoito Luas" e está prestes a ser lançado. Originalmente, em inglês, a série já finalizada tem quatro livros publicados: Beautiful Creatures, Beautiful Darkness, Beautiful Chaos e Beautiful Redemption. 

A adaptação cinematográfica de Beautiful Creatures chega aos cinemas dia 14 de Fevereiro nos Estados Unidos, e no Brasil dia 1 de Março com o mesmo título do livro, Dezesseis Luas.

3 comentários:

  1. Eu estou loooooooucaaaa pra ler esse livro!!! So q nn encontro em nenhum blog legal e falta-me dinheiro :/ allison eu te amo!! Adoro seus videos e resenhas. Ja leu a escolha? Oq achou? Poste logo pfvr. E termine de instrumentos mortais e leia as peças infernais e a maldiçao do tigre. XOXO

    ResponderExcluir
  2. Eu terminei ontem de ler e amei. Acabei de ler sua resenha de 17luas e ja estou mtoo ansiosa e cm raiva de alguns personagens....

    ResponderExcluir